"Sweet Child O’ Mine é a coisa mais gay que alguém poderia compor", afirma Slash

  O guitarrista britânico-americano Slash (Guns N' Roses/Velvet Revolver) concedeu uma entrevista ao programa de rádio estadunidense The Kidd Chris Show nesta quinta-feira, 10 de abril, para divulgar sua recém-anunciada turnê com o Aerosmith.
  Ao ser perguntado sobre qual faixa dos seus tempos de Guns N' Roses ele não gostava, o músico surpreendeu ao declarar que não é muito chegado em "Sweet Child O' Mine", que classificou como "a coisa mais gay que alguém poderia compor".
  A canção em questão foi o terceiro single do álbum "Appetite For Destruction", lançado em julho de 1987. "Sweet Child O' Mine" levou o grupo ao topo das paradas do EUA, além de render premiações no American Music Award de 1989, como melhor Single de Rock, e MTV Video Music Awards de 1989, como Melhor Vídeo de Hard Rock.
  Ouça abaixo o trecho da entrevista onde o guitarrista responde a pergunta:

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Anônimo
Administrador
11/04/2014 13:51 ×

$la$h, babaca! Ganha milhões graças à essa música, toca ela em todos os shows e é a que menos gosta? Do jeito que é mercenário, devia ser sua favorita.

Anônimo
Responder
avatar
Obrigado pelo seu comentário