Resenha: Slash no Rio de Janeiro (14/03/2015)


  Foi com um explosivo show na cidade do Rio de Janeiro que o guitarrista britânico-americano Slash (ex-Guns N' Roses) deu início a sua turnê pelo Brasil no último sábado, 14 de março. O Bota Pra Tocar! marcou presença e vai te contar tudo o que rolou por lá!
  Com todos os ingressos esgotados, a apresentação aconteceu na Fundição Progresso, situada no bairro da Lapa, e contou com abertura da banda gaúcha DiAngelis, que subiu ao palco por volta das 20h15. O local ainda não estava totalmente cheio quando soaram os primeiros acordes do grupo, que se deparou com um público ainda tímido e enfrentou problemas no som logo na primeira música. Problemas contornados, o show seguiu recheados de músicas autorais. No entanto, foi anunciando que a apresentação estava chegando ao fim, que a DiAngelis arrancou gritos e aplausos do público, afinal, o grande momento pelo qual todos estavam ali se aproximava.
  Pontualmente às 21:30, Slash subiu ao palco acompanhado pelo vocalista Myles Kennedy (Alter Bridge) e pela banda The Conspirators, formada por Todd Kerns, no baixo; Frank Sidoris, na guitarra base; e Brent Fitz, na bateria; para apresentar a turnê de seu mais recente álbum, "World On Fire", lançado em setembro de 2014. Toda a casa foi tomada por gritos, e a música "You're A Lie", presente no álbum "Apocalyptic Love", de 2012, foi a escolhida para abrir o espetáculo.
  O setlist do show contou com sucessos da carreira solo do guitarrista mescladas com músicas novas e hits dos tempos de Guns N' Roses e Velvet Revolver. Os destaques ficaram para a clássica "Sweet Child O' Mine", que foi acompanhada por um belo coro entoado pelos fãs; a faixa-título "World On Fire", e "Rocket Queen", que surpreendeu a todos com um solo improvisado que durou mais de 15 minutos. Outros pontos altos da apresentação foram as execuções de "Doctor Alibi" e "Welcome To The Jungle", comandadas pelo baixista Todd Kerns nos vocais. Em "Anastasia", Slash surpreendeu ao toca-la com uma guitarra double neck.


  Esbanjando energia do início ao fim da apresentação, Slash, atualmente com 49 anos, mostrou porque permanece como um dos maiores nomes da história do rock. Já Myles Kennedy, frequentemente comparado com Axl Rose devido a parceria com o guitarrista, ganhou o público presente no local – formado em sua maioria por fãs da lendária banda liderada por Rose, com seu carisma e presença de palco indiscutíveis, e agradecimentos em português. Em determinado momento da apresentação, o músico brincou com o potencial vocal da plateia, e distribuiu autógrafos ainda em cima do palco para os fãs que estavam na grade.
  Após deixar o palco ao final de "Slither", do Velvet Revolver, os músicos retornaram para o bis, pegando o público de surpresa com um cover de Led Zeppelin, a música "Communication Breakdown", que foi seguida por "Paradise City", responsável por fechar a apresentação com uma chuva de papel picado que tomou conta de toda a Fundição Progresso.
  Confira abaixo algumas fotos da apresentação:






   A "World On Fire Tour" também passou por Belo Horizonte, dia 15 de março, na Galopeira; Brasília, dia 17, no NET Live; e segue por Curitiba, dia 19, no Master Hall; Porto Alegre, dia 20, no Pepsi On Stage; e em São Paulo, dia 22, no Espaço das Américas.
  Abaixo você pode conferir o setlist completo do show do Slash no Rio de Janeiro:

01- You're a Lie
02 - Nightrain (Guns N' Roses cover)
03 - Avalon
04 - Ghost
05 - Back from Cali
06 - Wicked Stone
07 - 30 Years to Life
08 - Double Talkin' Jive (Guns N' Roses cover)
09 - You Could Be Mine (Guns N' Roses cover)
10 - Doctor Alibi (Todd Kerns nos vocais)
11 - Welcome to the Jungle (Guns N' Roses cover) (Todd Kerns nos vocais)
12 - The Dissident
13 - Beneath the Savage Sun
14 - Rocket Queen (Guns N' Roses cover)
15 - Battleground
16 - World on Fire
17 - Anastasia
18 - Sweet Child O' Mine (Guns N' Roses cover)
19 - Slither (Velvet Revolver cover)
Bis:

20 - Communication Breakdown (Led Zeppelin cover)
21 - Paradise City (Guns N' Roses cover)


Texto por Bruce Silva. Fotos de Maria Chrisá/G1.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário