Resenha: Scorpions - Return To Forever (2015)


  Em fevereiro de 2015, a banda alemã de hard rock/heavy metal Scorpions lança seu décimo oitavo álbum de estúdio, intitulado "Return To Forever". O trabalho teve grande aceitação na Europa, com destaque para Alemanha e Suíça, onde alcançou 2º lugar nas paradas musicais.
  Um detalhe interessante, e pessoal, é que antes de fazer essa resenha, eu não havia lido sobre a história do "Return To Forever". Só que, quando li, vi que bateu certinho com que falei, então acredito que muita gente gostará!
  A ideia do álbum começou quando os membros do grupo se reuniram em um estúdio para trabalhar em cima de músicas não acabadas dos anos 80. Algumas partes foram acrescentadas, letras desenvolvidas e devidamente adequadas a tecnologia de 30 anos depois. O resultado disso tudo você confere agora, aqui no Bota Pra Tocar!
  Abrindo o trabalho, temos a faixa "Going Out With a Bang", a qual achei fraca para a ser a primeira música. Senti como se não estivesse completa... O refrão é bom, mas confesso que achei o instrumental um pouco "preguiçoso". Onde está aquele Scorpions que já nos empolga nos primeiros segundos da primeira música, assim como em "Humanity" (2007), começando com Hour I; e "Sting In The Tail" (2010), começando por Raised on Rock?
  Pois bem, seguimos a música que foi tema de teasers para o álbum, "We Built This House". ESSA sim deveria ser a primeira faixa do disco, ritmo empolgante, refrão contagiante, daqueles que você dirigindo fica batendo no volante e urrando, sabe? Mas até entendo, se a vontade fosse a de causar um efeito contrastante. Aliás, a música em si me faz pensar na banda como um todo, inclusive na seguinte estrofe:  "Brick by brick, we have set it up. Oh men, if this walls could talk... Bit by bit, based it on trust. We gave it all we got.", que em uma tradução livre seria: "Peça por peça, nós construímos isso. Ah, se essa paredes pudessem falar... Pouco a pouco, baseada na verdade. Nós demos tudo o que tínhamos.".



  Seguindo para "Rock My Car" me veio a mente "AGORA ESTAMOS FALANDO DE SCORPIONS!". Música altamente contagiante e objetiva, assim, bem direta. Poderia coloca-la em um álbum dos anos 80's, sem dúvida alguma. Solo seguido pelo refrão no maior estilo Scorpions, sem dúvida a melhor faixa do álbum.
  Junto desse pensamento, temos "All For One", "Rock'N'Roll Band" e "Catch Your Luck And Play". Três faixas no melhor estilo "YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!". Mas quem conhece Scorpions, sabe que um álbum sem baladas não é um álbum. E posso dizer que estão MUITO bem representadas com "House of Cards", "Rollin' Home", "Eye of the Storm" e "Gypsy Life". Queria chamar atenção para está última, pois me retomou ao mesmo sentimento de quando ouvi "Holiday", musicão!
  Infelizmente, o disco também possui seus pontos fracos, que para mim, foram as faixas "Hard Rockin' The Place" e "The Scratch". Ambas passaram "desapercebidas", não estou falando que sejam ruins, mas não as achei tão marcantes como as outras, são apenas legais.
  Gostaria de falar rapidamente sobre um faixa em especial, a "World We Used To Know". A música passa uma mensagem muito bonita, relembrando até "Wind of Change", falando sobre igualdade, e o caminho que temos que percorrer para que nos tornemos uma grande família.
  E por fim, mas não menos importante, "Dancing With The Moonlight", "When The Truth Is A Lie", "Who We Are" e "Delirious" conversam bem entre si, mesclando sempre boas baladas com músicas um pouco mais agitadas, levando a um bom repertório para o final do álbum.
  O álbum "Return To Forever" é altamente recomendável a todos! Especialmente por mesclar bem faixas que agradam toda a família, do filho adolescente metaleiro, a mãe mais calma e que gosta de Roberto Carlos e Tom Jobim. Podem comprar sem medo! Muito obrigado por ler!

ALLONS-Y!

Onde ouvir?Deezer
Onde comprar?iTunes (digital) / Saraiva (físico)


Texto por Luis Afonso.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário