3 álbuns com Felipe Antunes (Vitrola Sintética)


  "3 álbuns com..." é a mais nova série do BPT!, onde convidaremos músicos dos mais diversos gêneros para listar 3 de seus álbuns preferidos e comentar sobre sua ligação com os trabalhos. O objetivo é ampliar e diversificar nossos catálogos musicais. Sem falar que é legal saber o que anda tocando nos ouvidos dos músicos que escutamos, né?!
  O participante da vez é o músico Felipe Antunes, vocalista, guitarrista e principal letrista da banda Vitrola Sintética, formado em 2006, na cidade de São Paulo. O grupo lançou no início do mês seu maravilhoso terceiro álbum de estúdio, intitulado "Sintético", que firma um sotaque próprio do grupo dentro do atual cenário da música brasileira.
  Confira abaixo a participação de Antunes na "3 álbuns com...".

3 álbuns com Felipe Antunes (Vitrola Sintética)

  Obrigado pelo convite. Apesar da dificuldade natural que há numa "eleição" de apenas três discos, também considero uma ótima oportunidade de reflexão pra entender, com calma, o que tem me provocado. Como, por exemplo, esse desafio aqui! Que é também provocação. Mas uma provocação bonita de sentir! Daquelas que precedem uma nova composição, uma nova outra inspiração artística, um novo texto. Então ta aí! Um novo texto pra três discos de gente que me inspira. Espero que mais gente se inspire e se aproprie deles tanto quanto fiz.

Lupicínio Rodrigues - Enciclopédia Musical Brasileira / Programa MPB Especial [1973]

  Acho Lupicínio um dos compositores de maior capacidade narrativa com emoção que já tivemos, e tudo isso vem da forte realidade que as histórias das canções dele trazem. Ele, claramente, nunca teve medo da exposição de suas histórias. Essa é a razão de eu colocar o "Programa MPB Especial" junto do álbum escolhido. Lupicínio explica as canções antes de cantá-las, por isso vale procurar pra escutar (YouTube).
  Não acho muito simples encontrar a obra de Lupicínio organizada, principalmente com o próprio cantando. E aqui já aproveito pra dizer que o considero também um grande cantor, além de compositor; seu timbre de voz é muito bonito e, particularmente, gosto bastante da entonação. Suave e pouco empostada.
  Poderia falar muito tempo sobre Lupicínio; inclusive, por exemplo, do fato misterioso de sua prisão e tortura durante a ditadura militar - ainda que não se encontre posição política assumida em sua obra. Existe a hipótese de sua proximidade com Jango e Brizola (conta-se que os dois tinham apresso por ele). Mas não se encontram muitas informações sobre o tema, Lupicínio evitava falar do assunto.
  Além da dificuldade em encontrar os álbuns pra compra e audição, minha escolha do "Enciclopédia Musical Brasileira" (espécie de coletânea - que não costumo gostar) é por ele trazer canções como "Caixa de Ódio", "Meu Barraco", "Judiaria", "Dona do Bar", "Pra São João Decidir", etc, que na minha opinião são fundamentais no cancioneiro brasileiro. Essas todas são cantadas pelo próprio Lupicínio. Outro motivo é que nesse disco algumas faixas são cantadas pelo Jamelão (e aí fica a ideia de escutar também esse ótimo álbum: "Jamelão interpreta Lupicínio Rodrigues" [1972]). Cada vez mais entendo o Lupicínio como uma figura - além de inspirada e inspiradora - necessária.

Onde comprar? Digital: iTunes

Maurício Pereira - Pra Marte [2007]

  O Maurício atualmente é, sem dúvida, uma das minhas maiores influências. Referência de sentimentos, de colocação textual, melódica, liberdade na canção e, pra minha sorte, de pessoa mesmo.
  Ele estar conosco no novo álbum do Vitrola foi uma ampliação de sentidos; e pra muito além de artística, porque foi um encontro de percepção de vida. Garanto que contar toda essa história não foi fugir do foco de falar do álbum, porque quero aqui destacar a canção "Quieto um Pouco" (da pra destacar o disco inteiro na verdade, como já destaquei "Trovoa" numa outra matéria, como a própria "Pra Marte" que dá nome ao disco e a "Truques com Facas", que cantei com a querida Kika no show "Tika e Kika" semana passada). Mas, voltando à "Quieto um Pouco", essa canção é caminhar pela cidade - como faço muito todas as semanas e acredito ser um dos pontos fundamentais de conexão com a vida -, mas é também sair dela - como às vezes preciso e aí corro pro mato, onde aí sim, de fato, entendo a vida.
  "Pra Marte" é fundamental em vários desses sentidos na minha vida. Nele encontro base de compartilhamento pra um monte de confusão. Dores, angústias, sentidos no que faço e sinto - seja na vida ou na obra –, ta tudo ali. E na verdade, como pra mim vida e obra é uma coisa só - e eu repeti a palavra vida diversas vezes ao longo do texto – fico feliz de ajudar na possibilidade dessa obra mexer na vida de mais alguém.

Onde comprar? Digital: iTunes

Helio Flanders - Uma Temporada Fora de Mim [2015]

  Esse disco é um primor de cuidados. Da poesia aos arranjos; da gravação à mixagem; da capa ao miolo. Às vezes não conseguimos entender quando uma obra correspondeu àquilo que nos propusemos. Às vezes não sabemos o que propusemos. Mas a gente sabe que tem um sentimento maior do que o controle que exercemos sobre ele. E aí gravamos, publicamos, encenamos, filmamos, etc. Esse disco é isso. Um sentimento maior do que o poder controlável! Talvez por isso seja tão poderoso.
  Ele é o empoderamento do inconsciente. Quero destacar "Dentro do Tempo Que Eu Sou" e "Major Luciana"; a primeira é das mais belas canções que escutei nos últimos tempos e tem a cortante participação de Cida Moreira, e a segunda me leva pras grandes obras que emocionam e perturbam como o genial "Entrevista com Stela do Patrocínio" – disco que fica como dica paralela.
  Falei de "Uma Temporada Fora de Mim" mais apropriado do sentimento que lhe gerou pela amizade que tenho com Helio. Talvez por esse privilégio de ter acompanhado o processo de pré-produção e até de composição desse álbum, eu tenha certo comportamento suspeito pra falar sobre. Mas não me importo, afinal, quem não é suspeito quando se apropria de algo como se também fosse seu?


Onde comprar? Digital: iTunes

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  Gostaram das indicações do Felipe Antunes? Deixem seus comentários, e continuem ligados aqui no Bota Pra Tocar! para as novas indicações da série "3 álbuns com...". Vocês podem se surpreender com o que vem por ai, e  acabar descobrindo uma nova banda preferida!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário