Esdras anuncia o fim de suas atividades


  Recentemente, recebemos uma cópia física do EP demo "Mais Próximo do Fim", da banda paulista de metalcore Esdras, enviada pelos nossos amigos da Som do Darma. Infelizmente, só pudemos retirar o CD no último sábado, 24 de outubro, um mês desde o envio, e, ao pesquisar um pouco sobre o grupo, descobrimos que o Esdras, em meados desse mês, encerrou suas atividades.
  Após 5 anos de estrada, o grupo, que contava atualmente com Rafael Moraes, no vocal; Rafael Kenji e Tiago Valsechi, nas guitarra; Cádio Michelsen, no baixo; e Conrado Campos, na bateria; anunciou o seu fim através de um comunicado oficial em sua página no Facebook.
2010 esse foi o início dessa caminhada, que foi relativamente breve, mas que foi intensa. Porque foi feita com os caras certos no momento certo. Passaram alguns amigos pela formação até a atual e sempre continuaram sendo amigos independente de qualquer coisa. Teve muitos outros amigos que participaram de forma direta ou indireta de tudo que foi construído. Dependendo do ponto de vista, dirão que não deu certo. Do nosso, deu certo, durou o tempo que tinha que durar e estão todos bem.
O que fica são algumas das músicas que gravamos, uma parte da história em fotos, todos os integrantes que fizeram parte. 2015 o Esdras chega ao fim e cada um segue seu caminho."
  No entanto, apesar do choque com a notícia acima citada, não poderíamos deixar de falar sobre o "Mais Próximo do Fim" aqui no Bota Pra Tocar!. O trabalho, lançado em setembro de 2014, reúne músicas compostas ao longos dos primeiros quatro anos do grupo, e chega repleto de atitude, técnica e muito peso.
  O compacto contou com produção de Tiago Hospede, guitarrista da Worst, e aposta em letras cantadas em português. Segundo o baixista Cádio Michelsen, esse é um meio de facilitar com que a mensagem do grupo cumpra seu objetivo, além de manter viva a ligação com suas raízes.
Sempre quisemos escrever letras em português porque mostra de onde saímos. É mais genuíno, no nosso caso. Chegamos mais próximos do público também. Muita gente que tem seu primeiro contato com nossa música se surpreende dizendo que é pesado, mas consegue entender e cantar junto. Isso garante que nossa mensagem está sendo entendida."
  Com uma mistura bem dosada de melodia e peso, o trabalho distribui riffs e pedais duplos em uma roupagem moderna, e mostra a coragem do quinteto em botar o dedo na ferida ao aborda, ao longo das 5 faixas do EP, temas delicados como a alienação religiosa e a violência contra a mulher. A revolta com as atitudes humanas ganha forças com o vocal agressivo de Rafael Moraes.
   As faixas que compõem "Mais Próximo do Fim" se encontram disponíveis para audição e download gratuito através do Soundcloud da Esdras, e você pode conferir o registro na íntegra logo abaixo.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário