3 álbuns com Henrike Baliú (Blind Pigs)


  "3 álbuns com..." é a mais nova série do BPT!, onde convidaremos músicos dos mais diversos gêneros para listar 3 de seus álbuns preferidos e comentar sobre sua ligação com os trabalhos. O objetivo é ampliar e diversificar nossos catálogos musicais. Sem falar que é legal saber o que anda tocando nos ouvidos dos músicos que escutamos, né?!
  O músico Henrike Baliú, vocalista do Blind Pigs, uma das mais influentes bandas punk brasileiras, aceitou nosso desafio e recorreu aos discos de sua coleção de vinil para listar alguns trabalhos que marcaram sua vida. Com 22 anos de carreira, o Blind Pigs lançou neste ano seu novo EP, "Linha de Frente", que saiu pela Hearts Bleed Blue. Recentemente o grupo realizou uma turnê conjunta com o Evil Conduct pelo Brasil, nós estivemos em uma das apresentações e você pode encontrar nossa resenha clicando aqui.
  Confira abaixo a participação do Henrike na "3 álbuns com...".

3 álbuns com Henrike Baliú (Blind Pigs)

  Bom, é praticamente impossível escolher três álbuns entre as centenas de LPs que entulham a prateleira aqui da sala de estar do apartamento, mas vamos lá:

Forgotten Rebels - In Love With The System [1980]

  Em primeiro lugar escolho o disco que literalmente mudou minha vida. Lançado em 1980 pelo pequeno selo canadense Star Records, o LP "In Love With The System" do Forgotten Rebels, uma das primeiras bandas punks do Canadá, foi o disco que me fez ter vontade de montar uma banda quando o ouvi pela primeira vez lá por 1984, com dez anos de idade. Punk rock cru, melódico com letras politicamente incorretas e umas linhas de baixo que influenciam o Blind Pigs até hoje. Uma das joias da minha coleção de vinil.

Onde comprar? ~Indisponível~

Evil Conduct - King of Kings [2007]

  No momento, um dos discos que mais estou escutando é o LP "King Of Kings" da banda Oi! holandesa Evil Conduct. O Blind Pigs acabou de finalizar uma mini turnê de quatro shows com o Evil Conduct pelo Brasil. Esse LP, lançado em 2007 pelo selo alemão Knock Out Records, contém minha música favorita deles, "Time Is Running Out", que tive o prazer e a honra de cantar junto com a banda na turnê. O LP ainda conta com dois inusitados covers, "King Of Kings", originalmente um reggae composto pelo grande Jimmy Cliff, aqui ela vira um hino punk rock para ser cantado com os punhos cerrados nos shows. O outro é "I Can’t Help It", clássico do country americano originalmente gravado por Hank Williams que também ganha uma roupagem punk. O disco é recheado de hinos Oi!, um petardo para punk algum botar defeito.

Onde comprar? Digital: iTunes

Johnny Cash - American Recordings [1994]

  O primeiro disco do Man In Black que ouvi na minha vida. Estava em uma loja de discos na época em que o disco foi lançado quando vi o CD na prateleira. A capa chamou minha atenção logo de cara: Cash com um sobretudo preto segurando seu case de guitarra com dois cachorros, um de cada lado, numa foto preto e branca linda. Comprei pela capa, e viciei. A partir de então comecei a procurar todos os LPs dele em versões originais de época, coisa de colecionador nerd mesmo, uma tarefa árdua! Produzido por Rick Rubin, produtor do Slayer e do Run DMC, o disco é Cash e sua guitarra acústica, nada mais. Hoje tenho o disco em vinil 180 gramas.

Onde comprar? Digital: iTunes

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

  Gostaram das indicações do Henrike Baliú? Deixem seus comentários, e continuem ligados aqui no Bota Pra Tocar! para as novas indicações da série "3 álbuns com...". Vocês podem se surpreender com o que vem por ai, e  acabar descobrindo uma nova banda preferida!
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário