Ouça na íntegra "Zen Total do Ocidente", novo álbum da Supercolisor


  A banda manauara Supercolisor, antiga Malbec, lançou nesta quarta-feira, 20 de maio, seu novo álbum, intitulado "Zen Total do Ocidente". O quinteto, formado por Ian Fonseca (voz e piano), Zé Cardoso (voz e guitarra), Silvio Romano (baixo e voz), Diego Souza (guitarra e voz) e Natan Fonseca (bateria), disponibilizou o trabalho completo para audição e download gratuito.
  Com 13 faixas em sua tracklist, todas em português e assinadas pelo conjunto, o registro foi gravado e produzido por pelo próprio vocalista e pianista Ian Fonseca. O disco foi inteiramente produzido e gravado no espaço da banda em Manaus entre o fim de 2014 e o início de 2015, e levado a Nova York para a mixagem do engenheiro de áudio Daniel Schlett, no estúdio Strange Weather, sendo finalizado com a caprichada masterização de Joe Lambert.
  Sucessor de "Paranormal Songs", lançado em 2012, esse é o segundo registro de estúdio do grupo, e chega pela Invern Records, causando grande curiosidade depois de muita expectativa. No último dia 12 de maio, o single "Planetário" recebeu um belo videoclipe em animação, dirigido e animado por Edgar L. Costa.


  O título "Zen Total do Ocidente" amarra o conceito do álbum que alterna canções delicadas com momentos de intensidade sônica, característica já atrelada à estética da Supercolisor. Sobre a escolha do nome, Ian explica:
Esse título misterioso surgiu na minha cabeça à medida que construíamos o disco e o impacto que a ideia me causou foi suficiente para que tivesse que escrever uma faixa homônima tentando descrever a sensação que essa expressão tenta transmitir. A experiência de composição dessa vez teve enfoque mais pessoal, íntimo, e imagino que essa será a maior diferença notada pelo público entre este e os trabalhos anteriores. Este álbum é um retrato da confusão de sentimentos extremos sentidos nesta altura da vida: paixão, morte, envelhecer, rompimento e especialmente saudade."
  A chamativa capa do novo trabalho consiste na fotografia de uma tapeçaria, feita pelo premiado artista iraniano Mohammad Reza, que também é o autor das demais imagens que compõem a arte gráfica do lançamento. Zé Cardoso, vocalista e guitarrista, comenta:
Essa imagem traduz uma série de coisas que conversam com a mensagem do disco. A tapeçaria é um lugar de trabalho intenso e cuidadoso, e isso tem muito a ver com a nossa rotina. Vendo a foto você não consegue definir se os trabalhadores estão tristes ou felizes, cansados ou relaxados, e, claro, a foto é belíssima."
  Ainda sobre a imagem, Diego Souza, guitarrista da banda, detalha:
Essa ambiguidade sugerida pela capa é perceptível também nas músicas. Aliás, chamar o disco de 'Zen Total do Ocidente' e usar como capa uma foto feita no Oriente Médio com a tipografia disposta conforme o estilo oriental, já é um comentário por si só – é uma forma da banda aglutinar diferentes idéias aparentemente contraditórias num conjunto harmônico, fugindo do convencional."
  O baterista Natan Fonseca comenta sobre a sonoridade do registro:
O disco tem natureza mais brasileira, até por ser inteiramente em português, mas, conforme avançamos na carreira, cada novo trabalho é um passo importante na construção de uma identidade própria, desvinculada de rotulação – a nossa busca nesse momento é pelo som do Supercolisor."
  "Zen Total do Ocidente" pode ser baixado gratuitamente no site oficial da banda, e em breve estará disponível também nos principais serviços de streaming e venda digital, como o iTunes, Spotify, Deezer e YouTube. O disco físico será lançado em breve. Agora a Supercolisor irá se preparar para uma série de shows em divulgação do trabalho, e quem comenta é o baixista Silvio Romano:
Estamos programando um show de lançamento que será anunciado em breve para amenizar a dívida de longo tempo que temos com o nosso público, que tem pedido nossa volta aos palcos desde que nos internamos na feitura deste novo disco. Vai ser um ano agitado, com muitos shows em Manaus e por todo o Brasil."
  Ouça abaixo "Zen Total do Ocidente" na íntegra.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário