Sunrunner se apresentará no Brasil em agosto


  A banda norte-americana de heavy metal e rock progressivo Sunrunner vem divulgando seu mais recente álbum, "Heliodromus", lançado no ano passado, e anunciou recentemente que virá ao Brasil para quatro apresentações da turnê de divulgação do trabalho, marcando também sua primeira turnê internacional.
  David Joy (vocal/baixo), Joe Martignetti (guitarra) e Ted MacInnes (bateria) desembarcam em solo brasileiro em agosto, com shows marcados para os dias 04, 05, 06 e 07. As cidades e locais que receberão o trio ainda não foram revelados, mas devem ser divulgados em breve. Sobre a vinda ao país, o guitarrista Joe comenta, eufórico:
Sabemos que as pessoas ai são fanáticas por música. Eu coleciono uma grande quantidade de registros de minhas bandas favoritas e quando qualquer material é registrado ai no Brasil, você pode ver o amor e a paixão verdadeira nos olhos dos fãs. Estamos tão gratos por poder fazer essa turnê e esperamos poder voltar a cada novo álbum! Eu mal posso esperar para conversar com as pessoas ai no Brasil. Estamos muito animados! A Europa será o próximo da lista. Embora nós estejamos planejando gravar um novo disco antes de cruzar o oceano. Então acredito que o Brasil será a última etapa de shows para 'Heliodromus'. Em seguida, estaremos de volta ao estúdio pois já temos uma tonelada de material escrito. E então iremos pra Europa e depois voltaremos ao Brasil!"
  Formado em 2008, na cidade de Portland, es tado do Meine, o Sunrunner estreou com "Eyes Of The Master" em 2011, um trabalho de rock progressivo com inclinação metaleira. Mas desde o segundo disco, "Time In Stone", de 2013, que o grupo vem solidificando-se como uma banda de metal com influências de rock progressivo. De acordo com Joe, classificar a música do Sunrunner como metal progressivo seria um erro, já que eles não têm qualquer semelhança com as principais referencias do gênero.
A maioria das bandas de prog metal são baseadas em técnica e algumas não soam exatamente progressivas. São bandas de metal técnicas e bem polidas. O que é ótimo, não me entenda mal. Mas o rock progressivo não se resume a técnica e matemática rítmica. Veja o Pink Floyd! Eles são progressivos porque fazem um som extremamente diversificado e difícil de rotular. É disso que gosto no progressivo: a habilidade de explorar diferentes gêneros e texturas. Alguns nos chamam de Heavy Prog e acho que esse rótulo está OK, uma vez que nos diferencia das bandas prog metal. Não é que não gostemos de tocar de forma técnica, muitas de nossas músicas são 5/8 ou 11/8, muitas 3’s e 6’s, gostamos da precisão, mas preferimos soar soltos."
  O terceiro e mais novo álbum, "Heliodromus" é o deferimento do termo heavy prog ao Sunrunner. Lançado originalmente na Europa pela Minotauro Records da Itália, o disco foi gravado no Acadia Recording em Portland com Todd Hutchisen como engenheiro de som. O disco explora os mistérios do mitraísmo, religião pagã nascida na época helenística, no Mediterrâneo Oriental, e que tornou-se grande concorrente do cristianismo. Mote perfeito para a banda realizar uma viagem sonora ao redor do cosmo.
Durante a composição do álbum acabamos nos envolvendo com manuscritos de antigas religiões pagãs e encontramos a palavra 'Heliodromus' que significava justamente 'corredor do sol' ('sun runner', em inglês) ou 'aquele que te leva para uma jornada pelo universo'. Quando tivemos a ideia do nome Sunrunner em 2008 não sabíamos que era algo que já existia, ainda mais conectado com uma religião pré-romana. De forma subconsciente o mitraísmo chegou até nós e nos pareceu razoável aprender mais e escrever sobre isso."
  Continue ligado no Bota Pra Tocar! para novas informações sobre a vinda da Sunrunner ao Brasil.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário